Pictures Fernando de Noronha


As vezes ela ia para um lugar no espaço- tempo que ficava entre seus sonhos e realidade, ela o chamava de Nada, pois, quando ela se encontrava nesse lugar e alguém lhe perguntava no que ela estava pensando, ela respondia que estava pensando em Nada, seu não lugar que ela amava estar.

Sobre 

Em conjunto com o texto, a fotografia traz a dualidade da palavra “NADA” estando presente tanto na figura de linguagem nada, assim como no verbo nadar. Dualidade também apresentada na repetição de uma mesma imagem.

O mar apresenta também, a imensidão vazia, trazendo o significado do  “nada”

A estética presente em algumas fotos, apresenta como se fosse um portal, em outras, como se “ela” estivesse completamente imersa nesse não lugar dentro de sua mente.

We are a family owned and operated business.